A quota de mercado dos bioprodutos na EU28 apresenta uma tendência de crescimento rápido, como resultado do aumento da conscientização e da disponibilidade de produtos nos mercados da UE. Por exemplo, as seguintes bioindústrias podem ser destacadas na Europa:

  • Em 2010, a indústria química europeia usou cerca de 8 a 10% de materiais renováveis para produzir várias substâncias químicas e polímeros. Estima-se que, na UE, até 30% dos produtos químicos e materiais com base no petróleo seriam substituídos por alternativas biológicas até 2030.
  • O mercado de bio-plásticos wda UE foi estimado em cerca de 485 milhões de euros em 2013, com um aumento potencial até 900 milhões de euros em 2017 e até 1,4 mil milhões de euros em 2020 (aumento de 55%).
  • O mercado de bio-lubrificantes, avaliado em 410 milhões de euros em 2010, chegará a 640 milhões de euros em 2020 (crescimento de 56%).
  • Espera-se que o mercado de bio-surfactantes aumente para cerca de 1,3 bilhões de euros em 2030; enquanto atualmente é de 680 milhões de euros (crescimento de 91%).
  • O mercado de biomateriais de construção está ainda pouco desenvolvido em muitos países, mas ganha crescente interesse por parte do setor da indústria de construção como alternativa neutra em CO2.

Neste campo, pode ser destacado o programa Bio-Based Industries Joint Undertaking (BBI JU) Este programa (BBI JU) é uma parceria público-privada, com um orçamento de 3,7 bilhões de euros, entre a Comissão Europeia e o Consórcio de Indústrias baseadas em recursos biológicos, criada para dar impulso aos setores baseados em recursos biológicos, de forma a encontrar novas formas de colaboração, através da criação de novas estratégias e objetivos. Implementa um programa de pesquisa e inovação através de convites à apresentação de propostas, operando no âmbito do Horizonte 2020.