O papel dos produtos à base de recursos biológicos como alternativa aos recursos fósseis, e a sua importância no desenvolvimento de uma economia sustentável baseada em materiais renováveis na Europa, foi reconhecido na Estratégia UE 2020 e na estratégia “Inovando para um Crescimento Sustentável: uma Bioeconomia para a Europa” strategy.

A Comissão Europeia está a dedicar recursos para estudar melhor a biomassa global disponível na Europa e seus usos e avaliar a eficiência das soluções baseadas em recursos biológicos através de análises de ciclo de vida. A Comissão realizou uma Revisão da estratégia da Bioeconomia e do seu plano de ação associado em 2017 o qual será atualizado em 2018.

A Europa tem uma série de indústrias tradicionais bem-estabelecidas baseadas em recursos biológicos, incluindo a agricultura, alimentos, rações, fibras, indústrias de base florestal, celulose e papel e produtos da madeira, químicos, biocombustíveis e indústrias ligadas à bioenergia. Estima-se que a bioeconomia europeia tenha atualmente um tamanho de mercado aproximado de mais de 2 trilhões de euros, empregando cerca de 22 milhões de pessoas, com perspectivas de crescimento mais do que promissoras.

Source: JRC, Bioeconomy Report 2016, EUR 28468 EN – 2017

A transição para uma economia baseada em recursos biológicos possui um grande potencial em termos de crescimento económico, desenvolvimento rural e diminuição da dependência aos recursos fósseis, mas exige novos desafios, como 1) realizar um marketing bem-sucedido de produtos sustentáveis com forte potencial de mercado, 2) assegurar o fornecimento constante, fidedigno e acessível de biomassa produzida de forma sustentável, e 3) potenciar um melhor vínculo entre os produtores de biomassa e a indústria de transformação.

A Rede PANACEA abordará os dois últimos desafios, com o objetivo de aumentar o fornecimento de CNA para diferentes bioindústrias e o de fomentar a ligação de produtores de biomassa com bioindústrias, em novas cadeias de valor.